Arquivo para setembro, 2010

Os Karetas, Pioneiros do Reggae no Brasil

Posted in Música on setembro 24, 2010 by BernardoMontador
Por: Aleyster Crowley Bernardo de Andrade:


Os Karetas, é um grupo dos anos 70,

formado em Recife, Pernambuco, Brasil
e é comprovadamente a primeira banda
de reggae do Brasil.

Sempre com um repertório rico e
bastante extenso, dedicando-se a
tocar vários rítmos e estilos musicais,
como:

Jovem Guarda, Anos 60 – 70 – 80,
flash back nacionais e internacionais,
músicas latina, boléros, forró-pé-de-serra
e estilizado, samba, rock, italo-disco, disco music,
euro-music, techno-pop, reggae, sertanejo,

axé e etc, levando o público ao delírio.


Seus maiores hits são:

* Vento Norte
* Relatório


A história da banda, é vasta, e tem vários
personagens importantes, da música envolvido.

Tudo começou no início dos anos 70, quando
um Pernambucano conhecido por Sebastião,
fundou a banda que adotou o nome,
"Os Caretas", isso mesmo, escrevia-se
com a letra (C).

Essa banda tocava em bailes e festas do,
Grande Recife.

Na primeira formação dos Caretas,
os componetes eram:

Daniel Barbosa: Contra baixo e vocal,
Nael: Guitarra solo e base,
Raminho: Guitarra solo e base,
Mamão: Bateria
Silva: Piston
Assilon: Sax
Moises: Teclados
Marcílio: Teclados

Sebaistião, era dono, empresário e o
fundador da banda.

Anos mais tarde, a banda os Caretas,
muda de componentes, essa seria a
segunda formação.

Daniel Barbosa: Contra baixo e vocal,
Lulu: Teclados e vocal
Gilmar Pingo: Bateria
Inaldo: Guitarra solo e base
Saulo Douglas: Vocal

Com a segunda formação, a banda passou
a andar de forma bem diferente, o projeto
foi ficando mais sério, e surgindo trabalhos
próprios, no grupo.

Ainda nos anos 70, por volta de 1979,
Daniel Barbosa e Lulu, resolveram, comprar
o projeto da banda Os Caretas, de Sebastoão,
então, feito isso, a banda passou a ser chamada
de "Grupo Karetas", já utilizando a letra (K).

Daniel Barbosa, tinha uma queda pelo ritmo
do Reggae, que já vinham tocando em suas
apresentações.

Saulo Douglas, tinha feito duas composições,
"Vento Norte" e "Relatório". O Grupo Karetas,
tocava essa primeira em ritmo de "Baião", na linha
do forró pe-de-serra, do cantor Luiz Gonzaga.

https://i0.wp.com/photos3.hi5.com/0128/031/882/9EZcaD031882-02.jpg

Em seus ensaios, Daniel Barbosa, junto com os
companheiro, resolveram, mudar o ritmo da música
"Vento Norte", para o ritmo de Reggae, sendo assim,
o começo para uma nova faze.

O escritor e pesquisador, Marco Antonio Cardoso,
escreveu um livro em 1993 chamado "A magia do Reggae",
(Esse Livro é um espetáculo, vale a pena ter ele na sua biblioteca)
que fala algo interessante sobre essa questão
do Reggae no Brasil.

Na página 12, ele diz o seguinte:

("A identificação dos brasileiros com o reggae tem
uma razão de ser, talvez pelas nossas próprias raízes,
que vem de uma época de escravidão que nada deixou a
dever aos países africanos, ou também pelo canto
dos escravos, que muito se assemalhava com o reggae,
e por fim pela mistura de raças, tendo também o Brasil
vários estados litorâneos como a Bahia e o Maranhão,
por exemplo, que muito se parecem co a Jamaica.

O reggae no Brasil, sempre sofreu uma certa indiferença
do poder e da mídia, que o encaravam como mais umas
música de favelados, sendo portanto insignificante ao
ponto de lhe darem as costas.


Mas como diz o ditado: "Nada como um dia após o outro"
para vermos estas mesmas pessoas que nunca imaginaram
o poder que o reggae tem, correrem para pesquisar
sobre ele, para não ficarem alheios ao que está
acontecendo no Brasil com bandas e cantores proliferando
em cada esquina, e já contando com um público cativo,
coisa que jamais imaginaram que iria acontecer.

https://i2.wp.com/photos1.hi5.com/0135/731/064/boBWOZ731064-02.jpg

No final dos anos 70, Caetano Veloso e Gilberto Gil
levantaram a primeira bandeira com o símbolo do reggae.

Foi no início dos anos 80 que começaram a surgir bandas,
até certo ponto corajosas para a época, pois tocavam o
reggae, até então quase que um ilustre desconhcido para
maioria das pessoas.

Uma das pioneiras veio de Pernambuco:
O Grupo Karetas, que em 1983 lançou
o LP"Fogo na Terra".


Os Paralamas do Sucesso lançaram em 1985 o
disco "Cinema Mudo",

https://i1.wp.com/photos1.hi5.com/0131/788/964/iedwHf788964-02.jpg

usando reggae como base
principal, e alcançaram sucesso nacional,
e a partir daí, vieram O Passo do Lui"

https://i2.wp.com/photos4.hi5.com/0128/574/567/wEUAfA574567-02.jpg

e o
clássico "Selvagem?",

https://i2.wp.com/photos3.hi5.com/0129/471/526/V3xH2Q471526-02.jpg

que lhes rendeu um convite
para tocarem num festival em Montreaux, cujo show
foi documentado no LP "D".")


Esse relato retirado do livro, "A magia do Reggae",
foi pra ajudar a esclarecer, um pouco sobre,
a valor, de importância do Grupo Karetas na
hitória da música no Brasil.

O escritor cita no livro que o começo
foi com o LP "Fogo na Terra" de 1983,
tudo bem o LP é realmente de 1983, mas
a introdução do Grupo Karetas, começou
oficialmente muito antes, no final
dos anos 70, e o registro só veio à tona,
em 1981, com o primeiro compacto, simples.

Quando o baixista Daniel Barbosa, resolvel
mudar o ritmo da música, "Vento Norte" para
reggae, foi o marco dessa história do reggae,
no Brasil, e justamente 1982, o Grupo Karetas,
lançam seu primeiro compacto, pelo selo Memória.


Ficha técnica do compacto Grupo Karetas:

Ano de produção: 1981
Ano de lançamento: 1982
Nome do disco: Grupo Karetas
Produtor Fonográfico: Memória Fotográfica Comercial Ltda
Direção e Produção: Lulu e Daniel Barbosa
Arranjos e Direção Musical: Grupo Karetas
Técnica / Som e Mixagem: Jailson Romão / Hélio Ricardo
e Fernando Borges
Foto da Capa: Arnaldo dos Santos Barros
Programação Visual: Don Antonio
Gravado Pelo Sistema Memorial em 16 Canais.
Estúdios Rozenblit – Recife – Pernambuco – Brasil

Músicos, neste Compacto do Grupo Karetas:

Bateria: Gilmar Pingo
Baixo: Daniel Barbosa
Guitarra Solo e Base: Inaldo
Orgão e Perfect Five: Lulu
Vocal: Saulo Douglas
Coral: Lulu e Inaldo
Percussão: Gilmar e Inaldo

Faixas:

Lado A

Vento Norte (Saulo Douglas)

Lado B

Relatório (Saulo Douglas)

Esse simples compacto, foi o começo da explosão,
para uma banda que começou do nada, e um único hit,
fez, as vendagens dispará, chegando a mais de
500 mil cópias.

O Grupo Karetas, daí para frente, já não ficavam
no mesmo local, por muito tempo, e vaijaram, fazendo
turner pelo mundo, destacando-se em países da América
e Europa, como: Itália, Espanha, Portugal, Venezuela
e várias cidades dos estados Brasileiro.

Dessa turner, surgiu o primeiro LP do Grupo Karetas,
entitulado, "Fogo na Terra", com essa chamada oficial
para o grupo que já passavam a mostrar, um lado,
espiritual em suas músicas, e a grande relação com o
ritmno reggae.

O LP, tem 10 faixas, ricas em letras e ritmo
contagiante
do reggae.


Ficha técnica do LP Fogo na Terra:

Ano de produção: 1982
Ano de lançamento: 1983
Nome do disco: Fogo na Terra
Produtor Fonográfico: Memória Fotográfica Comercial Ltda
Direção e Produção: Lulu e Daniel Barbosa
Arranjos e Direção Musical: Grupo Karetas
Técnico de Gravação: Jailson Romão
Mixagem: Jailson / Grupo Karetas e Miguel Kertsman
Foto da Capa: Arnaldo dos Santos Barros
Programação Visual: Don Antonio
Gravado no final de Verão no Nordeste Brasileiro
Pelo Sistema Memorial em 16 Canais.
Recife – Pernambuco – Brasil

Músicos, no LP Fogo na Terra do Grupo Karetas:

Bateria: Gilmar Pingo
Baixo: Daniel Barbosa
Guitarra Solo e Base: Inaldo
Guitarra Solo e Base: NYL
Orgão e Perfect Five: Lulu
Vocal: Grupo Karetas
Percussão: IVO (Participação especial)

Faixas:

Lado A

01 – Força Divina (Lulu)
02 – Fogo na Terra (Lulu)
03 – Apocalipse (Saulo Douglas)
04 – Atômica (Lulu)
05 – Longa Estrada (Gildo do Socorro Filho)

Lado B

01 – Vento Norte (Saulo Douglas)
02 – É Verão (Gildo do Socorro Filho)
03 – Relatório Nº II (Saulo Douglas)
04 – Amanhecer (Lulu e Danny "Daniel Barbosa")
05 – Canto Forte (Saulo Douglas)

Este LP, segundo as pesquisas, feita pelo,
divulgador da banda, seria lançado pela Som Livre,
mas por motivos ainda desconhecidos, foi lançado pela
Fermata.

Em 1985, já com uma formação diferente,
O Grupo Karetas lançam seu Segundo LP,
entitulado como "Maravilha", também com
10 faixas.


Ficha técnica do LP Maravilha:

Ano de produção: 1984
Ano de lançamento: 1985
Nome do disco: Maravilha
Direção Artística: A.C. Sandroni
Produção Executiva: Fernando Borges
Assistente de Produção: Lulu e Daniel Barbosa
Arranjos e Direção Musical: Grupo Karetas
Som e Mixagem: Jailson / Hélio / Jair e Eliomar
Mordomias: Marcos
Fotos: Flávio
Fotolito e Arte Final: Foto Cromo
Gravado nos Estúdios Somax: 16 Canais
Lançado e Distribuido Pela PolyGram Discos

Músicos, no LP Maravilha do Grupo Karetas:

Bateria: Roberto
Baixo: Daniel Barbosa
Guitarra Solo e Base: Kiel
Orgão e Perfect Five: Lulu e Kennedy
Vocal: Lulu / Kennedy e Nilson

Participação Especial:

Acordeon: Zé Bicudo
Piston: Foquinha
Trombone: Adão

Faixas

Lado A

01 – Semente (Gildinho)
02 – Sete léguas (Lulu)
03 – Levante a poeira (Lulu)
04 – Aquele xote (Marcus)
05 – Aperta Karetas (Lulu)

Lado B

01 – Maravilha (Marcus)
02 – Trovoada (Lulu)
03 – Sonho de fada (Lulu)
04 – Sedução (Kiel)
05 – Toque de viola (Gildinho)

O Terceiro LP do Grupo Karetas, tembém com uma
formação, bem diferente dos outros discos,
chegou trazendo polêmica na capa, que foi
censurada por que transmitia, uma expressão
de erotismo.

A foto seria com uma pessoa segurando uma maçã
cortada ao meio, que a primeira vista, parecia
com um orgão genital feminino, gerando assim,
o nome do terceiro LP, "Sabor da Fruta".

Nessa época, o Grupo Karetas, tambem mudaria de nome,
deixaria de ser chamado de "Grupo Karetas" para ser
chamado de Banda "Sabor da Fruta", mais com a causa
da polêmica involvendo censura e tudo mais,
o Grupo Karetas, passaram a ser chamados de
"Os Karetas".

O terceiro LP, ainda foi lançado com o nome
da banda, Grupo Karetas, Sabor da Fruta.
O disco teve participações de músicos importantes
do senário muisical brasileiro. como a

https://i2.wp.com/www.cabecadecuia.com/imagem/materias/ad18b796a42a33c0f2ea43801a8aab93.jpg
cantora Silvinha

https://i0.wp.com/photos4.hi5.com/0131/115/287/Ar4akg115287-02.jpg
e Carlinhos Brown.


Ficha técnica do LP Sabor da Fruta:

Ano de produção: 1988
Ano de lançamento: 1988
Nome do disco: Sabor da Fruta
Produtor Fonográfico: Continental –
Wheaton do Brasil S/A – Industria e Comércio
Co-Produção: Discofita Distribuição LTDA.
Direção Artística: Wilson Souto Jr.
Produtor Musical: Carlinhos Marquês
Produção Artística: A.C. Sandroni
Engenharia de Som: Fernando Gudilack
Gravado nos Estúdios: WR
Criação, Lay Out, Arte Final da Capa: Zezo
Produção Fotográfica do Conjunto: Foto Beleza,
Avenida Manoel Borba, 33, Boa Vista, Recife – PE
Lançado e distribuido pelo Selo GEL.

Músicos, no LP Sabor da Fruta do Grupo Karetas:

Bateria: Zoca
Baixo: Daniel Barbosa
Guitarra Base: Nil
Guitarra Solo: Tati Veloz
Teclados: Kennedy
Percussão: Carlinhos Brown
Vocal: Lulu / Saulo Douglas / (e Silvinha na faixa "Xixi na Praia")

Faixas

01 – Fazendo a Cabeça (Lulu)
02 – Xixi na Praia ( Participação Especial de – Silvinha) (Lulu)
03 – Expresso 2222 (Gilberto Gil)
04 – Afro Som (Gildinho)
05 – O Sonho Acabou (Lulu)

01 – Vozes da África (Gildinho)
02 – Bum Bum da Nega Tum (Lulu)
03 – Você Pode se Enrolar (Saulo Douglas)
04 – Em Cima, Em Baixo (Lulu)
05 – Relatório III (Lulu)


Os Karetas, depois de uma explosão e tanto, com varios
reboliços no meio musical, como é de costume, uma banda,
dificilmente se mantem por longos anos com os mesmos
componentes, isso deve-se ao fato de muitos terem ideias
diferentes e as vezes até por dicisões de tomarem rumos
direferentes, isso aconteceu com centenas de bandas, dos mais
variados gêneros musicais, como, Os Beatles,

https://i1.wp.com/photos1.hi5.com/0134/553/996/5FAQM1553996-02.jpg

um dos grandes fenômenos da hitória do rock mundial,
no Brasil, não seria
diferente, existem exemplos de
muitos grupos antigos que não

tem os mesmos componentes, e até
desapareceram do mapa musical.


Os Karetas, ainda, sobrevive, com a insistência do proprietário,
e fundador, Daniel Barbosa, que é vocalista e baixista da banda,


Daniel Barbosa, que antes assinava como
"Danny", está na banda,

desde quando o Senhor Sebastião
fundou, com o Nome "Os Caretas"

com (C), Daniel,


zela pela parmanência da existência da banda,
continua mantendo Os Karetas, na ativa,


fazendo shows em vários
locais do grande Recife, em Pernambuco,
litotaral do nordeste

Brasileiro.


Recentemente, em Recife, aconteceu uma revelação, da banda,
em um show, que estiveram, presentes grupos como, Os Trepidant’s,

https://i2.wp.com/photos4.hi5.com/0129/675/295/iuTdID675295-02.jpg

Renato e Seus Blue Caps e a Banda Tunel do Tempo.


A curiosidade, foi que Os Karetas, chegaram de mansinho, e lá no
palco, ajustaram seus equipamentos, e aos poucos, o público,
foram se aproximando e de repente,


começou o show, com a platéia
surpreendida, Os Karetas simplesmente,
tocou fogo no salão, deixando

o público com saudade,

https://i1.wp.com/photos3.hi5.com/0133/643/174/Vwa3TS643174-02.jpg

e lebrando o acontecimento do roqueiro,
Jerry Lee Lewis, quando tocou fogo
no piano e causando uma situação

https://i1.wp.com/photos2.hi5.com/0132/758/685/2Ezt6c758685-02.jpg

desagradavel para Chuck Berry,
mas Os Trepidant’s, manteve a chama,

e terminando tudo bem.

https://i1.wp.com/photos3.hi5.com/0132/970/198/fqzWxo970198-02.jpg


No ano de 2005 Os Karetas, lançaram seu Primeiro CD,
entitulado "Coração Desprezado" com 12 faixas.


Ficha técnica do CD Coração Desprezado:

Ano de produção: 2005
Ano de lançamento: 2006
Nome do disco: Coração Desprezado
Produtor Fonografico: Mega Music
Produção Artística: Paulo Almeida
Produção Executiva: Daniel Barbosa
Arranjos: Os Karetas
Estúdio: Nôka Som
Técnico de Gravação: Nôka
Mixagem: Nôka / Daniel Barbosa
Fotos Fernando Barros
Capa: Edna Batista
Laçado e distribuido pelo Selo Mega Music

Músicos, no LP Coração Desprezado de Os Karetas:

Bateria: Junior
Baixo e Vocal: Daniel Barbosa
Guitarra Solo e Vocal: João Batista
Teclados e Vocal: Tuca
Percussão: Leandro
Vozes: Koka e Fabiane

Faixas

01 – Coração Desprezado (Daniel Barbosa)
02 – Andar (Marcelo Santana)
03 – Preciso de Você (Juan Caribe)
04 – Cidabela (Assis da Paz)
05 – Cuba (Marcelo Santana)
06 – Sempre Vou te Amar (João Batista)
07 – Relatório (Saulo Douglas)
08 – Não Será Fácil (Daniel Barbosa)
09 – Quem é Esse Negro (Lulu)
10 – Ovelha Negra (Rita Lee)
11 – Vento Norte (Saulo Douglas)
12 – Coração Desprezado (Instrumental – Faixa Bonus)

Esse é o quito trabalho do grupo,
contando desde o lançamento do compacto,
que foi produzido em 1981. O Sexto CD
foi lançado ao vivo, gravado apartir de
um show no ano de 2008, realizado no SESC
do bairro de Santo Amaro em Recife, em Pernambuco.
A gravação, não é das melhores, mas vale como
um documento histórico para os fãs e
admiradores da banda.

Atualmente a banda Os Karetas,
está formada por:

Baixo e Vocal: Daniel Barbosa (dono e fundador da banda)
Guitarra Solo e Vocal: João Batista
Teclados e Vocal: Betinho (Ex-Trepidant’s)
Bateria: Nilton
Vocal: Silvane
Vocal: Roberta (Ex-Back-Vocal de Beto Barbosa)
Percussão e Vocal: Leandro Matias
Percussão e Baixo: Leonardo Matias

É com essa formação que Os Karetas, vem se mantendo
há 10 anos, tendo 3 componetes que entraram para banda
há três anos.

Os Karetas, fazem shows em diversos locais de Pernamuco
e estados vizinhos, cantam diversos estilos dos mais
variados, nomes da música, nacional e internacional,
tem nome e u público espetacular.

Os componetes, como de grandes destaques na banda,
que não fazem mais parte atulmente, alguns ainda estão,
na ativa:

Saulo Douglas, mora na Espanha e tem uma banda de reggae.

Lulu, mora em Recife, PE, e também tem uma banda, com o nome
"Como Antigamente", tocam músicas dos anos 60 e 70.

Gilmar, é evangélico, e mora em Jaboatão dos Guararapes, PE.

Inaldo, mora em Portugal, e se apresenta em casas de shows,
fazendo voz e violão.

Danny ou Daniel Barbosa (dono e fundador da banda),
esse continua na luta mantendo o nome da banda,
Os Karetas, em Pernambuco e no Mundo.

Obs.: O conteúdo aqui citado, foi desenvolvido pelo
divulgador de eventos Bernardo, ele que já é de costume,
levantar dados para mostrar talentos esquecidos pela mídia,
o mesmo costuma fazer entrevista com esses personagens
dá música em geral, é possível ver trabalhos como o de
um grupo evangélico, conhecido por, Embaixadores De Sião,
O cantor também evangélico, Isac Sá, Beto Juara,
O Músico Peregrino, a banda de pop rock,

Trepidant’s, o cantor Rodrigo Otarola,
o Cantor Brega pop Cláudio Alexandre
e muitos outros nomes

do meio artístico musical, portanto
é possível vim atualizações,

falando mais detalehes da banda, Os Karetas.

Anúncios

Os Karetas, Pioneiros do Reggae no Brasil

Posted in Ícones da História, Festa, Shows e Eventos, Música, Music on setembro 24, 2010 by BernardoMontador
Por: Argeu Bernardo de Andrade

Obs.: Para Baixar Todas as Músicas
da Banda Os Karetas, Visite
A Página da Destaque,
Veja Muito Mais Sobre o Grupo.

Os Karetas, é um grupo dos anos 70,

formado em Recife, Pernambuco, Brasil
e é comprovadamente a primeira banda
de reggae do Brasil.
Sempre com um repertório rico e
bastante extenso, dedicando-se a
tocar vários rítmos e estilos musicais,
como:

Jovem Guarda, Anos 60 – 70 – 80,
flash back nacionais e internacionais,
músicas latina, boléros, forró-pé-de-serra
e estilizado, samba, rock, italo-disco, disco music,
euro-music, techno-pop, reggae, sertanejo,

axé e etc, levando o público ao delírio. 


Seus maiores hits são:

* Vento Norte
* Relatório


A história da banda, é vasta, e tem vários
personagens importantes, da música envolvido. 

Tudo começou no início dos anos 70, quando
um Pernambucano conhecido por Sebastião,
fundou a banda que adotou o nome,
“Os Caretas”, isso mesmo, escrevia-se
com a letra (C).

Essa banda tocava em bailes e festas do,
Grande Recife.

Na primeira formação dos Caretas,
os componetes eram:

Daniel Barbosa: Contra baixo e vocal,
Nael: Guitarra solo e base,
Raminho: Guitarra solo e base,
Mamão: Bateria
Silva: Piston
Assilon: Sax
Moises: Teclados
Marcílio: Teclados

Sebaistião, era dono, empresário e o
fundador da banda.

Anos mais tarde, a banda os Caretas,
muda de componentes, essa seria a
segunda formação. 

Daniel Barbosa: Contra baixo e vocal,
Lulu: Teclados e vocal
Gilmar Pingo: Bateria
Inaldo: Guitarra solo e base
Saulo Douglas: Vocal

Com a segunda formação, a banda passou
a andar de forma bem diferente, o projeto
foi ficando mais sério, e surgindo trabalhos
próprios, no grupo.

Ainda nos anos 70, por volta de 1979,
Daniel Barbosa e Lulu, resolveram, comprar
o projeto da banda Os Caretas, de Sebastoão,
então, feito isso, a banda passou a ser chamada
de “Grupo Karetas”, já utilizando a letra (K).

Daniel Barbosa, tinha uma queda pelo ritmo
do Reggae, que já vinham tocando em suas
apresentações.

Saulo Douglas, tinha feito duas composições,
“Vento Norte” e “Relatório”. O Grupo Karetas,
tocava essa primeira em ritmo de “Baião”, na linha
do forró pe-de-serra, do cantor Luiz Gonzaga.

https://i0.wp.com/photos3.hi5.com/0128/031/882/9EZcaD031882-02.jpg

Em seus ensaios, Daniel Barbosa, junto com os
companheiro, resolveram, mudar o ritmo da música
“Vento Norte”, para o ritmo de Reggae, sendo assim,
o começo para uma nova faze.

O escritor e pesquisador, Marco Antonio Cardoso,
escreveu um livro em 1993 chamado “A magia do Reggae”,
(Esse Livro é um espetáculo, vale a pena ter ele na sua biblioteca)
que fala algo interessante sobre essa questão
do Reggae no Brasil.

Na página 12, ele diz o seguinte:

(“A identificação dos brasileiros com o reggae tem
uma razão de ser, talvez pelas nossas próprias raízes,
que vem de uma época de escravidão que nada deixou a
dever aos países africanos, ou também pelo canto
dos escravos, que muito se assemalhava com o reggae,
e por fim pela mistura de raças, tendo também o Brasil
vários estados litorâneos como a Bahia e o Maranhão,
por exemplo, que muito se parecem co a Jamaica.

O reggae no Brasil, sempre sofreu uma certa indiferença
do poder e da mídia, que o encaravam como mais umas
música de favelados, sendo portanto insignificante ao
ponto de lhe darem as costas.


Mas como diz o ditado: “Nada como um dia após o outro”
para vermos estas mesmas pessoas que nunca imaginaram
o poder que o reggae tem, correrem para pesquisar
sobre ele, para não ficarem alheios ao que está
acontecendo no Brasil com bandas e cantores proliferando
em cada esquina, e já contando com um público cativo,
coisa que jamais imaginaram que iria acontecer.

https://i2.wp.com/photos1.hi5.com/0135/731/064/boBWOZ731064-02.jpg

No final dos anos 70, Caetano Veloso e Gilberto Gil
levantaram a primeira bandeira com o símbolo do reggae.

Foi no início dos anos 80 que começaram a surgir bandas,
até certo ponto corajosas para a época, pois tocavam o
reggae, até então quase que um ilustre desconhcido para
maioria das pessoas.

Uma das pioneiras veio de Pernambuco:
O Grupo Karetas, que em 1983 lançou
o LP”Fogo na Terra”.


Os Paralamas do Sucesso lançaram em 1985 o
disco “Cinema Mudo”,

https://i1.wp.com/photos1.hi5.com/0131/788/964/iedwHf788964-02.jpg

usando reggae como base
principal, e alcançaram sucesso nacional,
e a partir daí, vieram O Passo do Lui”

https://i2.wp.com/photos4.hi5.com/0128/574/567/wEUAfA574567-02.jpg

e o clássico “Selvagem?“,

https://i2.wp.com/photos3.hi5.com/0129/471/526/V3xH2Q471526-02.jpg

que lhes rendeu um convite
para tocarem num festival em Montreaux, cujo show
foi documentado no LP “D”.”)


Esse relato retirado do livro, “A magia do Reggae”,
foi pra ajudar a esclarecer, um pouco sobre,
a valor, de importância do Grupo Karetas na
hitória da música no Brasil.

O escritor cita no livro que o começo
foi com o LP “Fogo na Terra” de 1983,
tudo bem o LP é realmente de 1983, mas
a introdução do Grupo Karetas, começou
oficialmente muito antes, no final
dos anos 70, e o registro só veio à tona,
em 1981, com o primeiro compacto, simples.

Quando o baixista Daniel Barbosa, resolvel
mudar o ritmo da música, “Vento Norte” para
reggae, foi o marco dessa história do reggae,
no Brasil, e justamente 1982, o Grupo Karetas,
lançam seu primeiro compacto, pelo selo Memória.


Ficha técnica do compacto Grupo Karetas:

Ano de produção: 1981
Ano de lançamento: 1982
Nome do disco: Grupo Karetas
Produtor Fonográfico: Memória Fotográfica Comercial Ltda
Direção e Produção: Lulu e Daniel Barbosa
Arranjos e Direção Musical: Grupo Karetas
Técnica / Som e Mixagem: Jailson Romão / Hélio Ricardo
e Fernando Borges
Foto da Capa: Arnaldo dos Santos Barros
Programação Visual: Don Antonio
Gravado Pelo Sistema Memorial em 16 Canais.
Estúdios Rozenblit – Recife – Pernambuco – Brasil

Músicos, neste Compacto do Grupo Karetas:

Bateria: Gilmar Pingo
Baixo: Daniel Barbosa
Guitarra Solo e Base: Inaldo
Orgão e Perfect Five: Lulu
Vocal: Saulo Douglas
Coral: Lulu e Inaldo
Percussão: Gilmar e Inaldo

Faixas:

Lado A

Vento Norte (Saulo Douglas)

Lado B

Relatório (Saulo Douglas)

Esse simples compacto, foi o começo da explosão,
para uma banda que começou do nada, e um único hit,
fez, as vendagens dispará, chegando a mais de
500 mil cópias.

O Grupo Karetas, daí para frente, já não ficavam
no mesmo local, por muito tempo, e vaijaram, fazendo
turner pelo mundo, destacando-se em países da América
e Europa, como: Itália, Espanha, Portugal, Venezuela
e várias cidades dos estados Brasileiro. 

Dessa turner, surgiu o primeiro LP do Grupo Karetas,
entitulado, “Fogo na Terra”, com essa chamada oficial
para o grupo que já passavam a mostrar, um lado,
espiritual em suas músicas, e a grande relação com o
ritmno reggae.

O LP, tem 10 faixas, ricas em letras e ritmo
contagiante do reggae.


Ficha técnica do LP Fogo na Terra:

Ano de produção: 1982
Ano de lançamento: 1983
Nome do disco: Fogo na Terra
Produtor Fonográfico: Memória Fotográfica Comercial Ltda
Direção e Produção: Lulu e Daniel Barbosa
Arranjos e Direção Musical: Grupo Karetas
Técnico de Gravação: Jailson Romão
Mixagem: Jailson / Grupo Karetas e Miguel Kertsman
Foto da Capa: Arnaldo dos Santos Barros
Programação Visual: Don Antonio
Gravado no final de Verão no Nordeste Brasileiro
Pelo Sistema Memorial em 16 Canais.
Recife – Pernambuco – Brasil

Músicos, no LP Fogo na Terra do Grupo Karetas:

Bateria: Gilmar Pingo
Baixo: Daniel Barbosa
Guitarra Solo e Base: Inaldo
Guitarra Solo e Base: NYL
Orgão e Perfect Five: Lulu
Vocal: Grupo Karetas
Percussão: IVO (Participação especial)

Faixas:

Lado A

01 – Força Divina (Lulu)
02 – Fogo na Terra (Lulu)
03 – Apocalipse (Saulo Douglas)
04 – Atômica (Lulu)
05 – Longa Estrada (Gildo do Socorro Filho)

Lado B

01 – Vento Norte (Saulo Douglas)
02 – É Verão (Gildo do Socorro Filho)
03 – Relatório Nº II (Saulo Douglas)
04 – Amanhecer (Lulu e Danny “Daniel Barbosa”)
05 – Canto Forte (Saulo Douglas)

Este LP, segundo as pesquisas, feita pelo,
divulgador da banda, seria lançado pela Som Livre,
mas por motivos ainda desconhecidos, foi lançado pela
Fermata.

Em 1985, já com uma formação diferente,
O Grupo Karetas lançam seu Segundo LP,
entitulado como “Maravilha”, também com
10 faixas. 


Ficha técnica do LP Maravilha:

Ano de produção: 1984
Ano de lançamento: 1985
Nome do disco: Maravilha
Direção Artística: A.C. Sandroni
Produção Executiva: Fernando Borges
Assistente de Produção: Lulu e Daniel Barbosa
Arranjos e Direção Musical: Grupo Karetas
Som e Mixagem: Jailson / Hélio / Jair e Eliomar
Mordomias: Marcos
Fotos: Flávio
Fotolito e Arte Final: Foto Cromo
Gravado nos Estúdios Somax: 16 Canais
Lançado e Distribuido Pela PolyGram Discos

Músicos, no LP Maravilha do Grupo Karetas:

Bateria: Roberto
Baixo: Daniel Barbosa
Guitarra Solo e Base: Kiel
Orgão e Perfect Five: Lulu e Kennedy
Vocal: Lulu / Kennedy e Nilson

Participação Especial:

Acordeon: Zé Bicudo
Piston: Foquinha
Trombone: Adão

Faixas

Lado A

01 – Semente (Gildinho)
02 – Sete léguas (Lulu)
03 – Levante a poeira (Lulu)
04 – Aquele xote (Marcus)
05 – Aperta Karetas (Lulu)

Lado B

01 – Maravilha (Marcus)
02 – Trovoada (Lulu)
03 – Sonho de fada (Lulu)
04 – Sedução (Kiel)
05 – Toque de viola (Gildinho)

O Terceiro LP do Grupo Karetas, tembém com uma
formação, bem diferente dos outros discos,
chegou trazendo polêmica na capa, que foi
censurada por que transmitia, uma expressão
de erotismo.

A foto seria com uma pessoa segurando uma maçã
cortada ao meio, que a primeira vista, parecia
com um orgão genital feminino, gerando assim,
o nome do terceiro LP, “Sabor da Fruta”.

Nessa época, o Grupo Karetas, tambem mudaria de nome,
deixaria de ser chamado de “Grupo Karetas” para ser
chamado de Banda “Sabor da Fruta”, mais com a causa
da polêmica involvendo censura e tudo mais,
o Grupo Karetas, passaram a ser chamados de
“Os Karetas”.

O terceiro LP, ainda foi lançado com o nome
da banda, Grupo Karetas, Sabor da Fruta.
O disco teve participações de músicos importantes
do senário muisical brasileiro. como a

https://i2.wp.com/www.cabecadecuia.com/imagem/materias/ad18b796a42a33c0f2ea43801a8aab93.jpg
cantora Silvinha

https://i0.wp.com/photos4.hi5.com/0131/115/287/Ar4akg115287-02.jpg
e Carlinhos Brown.


Ficha técnica do LP Sabor da Fruta:

Ano de produção: 1988
Ano de lançamento: 1988
Nome do disco: Sabor da Fruta
Produtor Fonográfico: Continental –
Wheaton do Brasil S/A – Industria e Comércio
Co-Produção: Discofita Distribuição LTDA.
Direção Artística: Wilson Souto Jr.
Produtor Musical: Carlinhos Marquês
Produção Artística: A.C. Sandroni
Engenharia de Som: Fernando Gudilack
Gravado nos Estúdios: WR
Criação, Lay Out, Arte Final da Capa: Zezo
Produção Fotográfica do Conjunto: Foto Beleza,
Avenida Manoel Borba, 33, Boa Vista, Recife – PE
Lançado e distribuido pelo Selo GEL.

Músicos, no LP Sabor da Fruta do Grupo Karetas:

Bateria: Zoca
Baixo: Daniel Barbosa
Guitarra Base: Nil
Guitarra Solo: Tati Veloz
Teclados: Kennedy
Percussão: Carlinhos Brown
Vocal: Lulu / Saulo Douglas / (e Silvinha na faixa “Xixi na Praia“)

Faixas

01 – Fazendo a Cabeça (Lulu)
02 – Xixi na Praia ( Participação Especial de – Silvinha) (Lulu)
03 – Expresso 2222 (Gilberto Gil)
04 – Afro Som (Gildinho)
05 – O Sonho Acabou (Lulu)

01 – Vozes da África (Gildinho)
02 – Bum Bum da Nega Tum (Lulu)
03 – Você Pode se Enrolar (Saulo Douglas)
04 – Em Cima, Em Baixo (Lulu)
05 – Relatório III (Lulu)


Os Karetas, depois de uma explosão e tanto, com varios
reboliços no meio musical, como é de costume, uma banda,
dificilmente se mantem por longos anos com os mesmos
componentes, isso deve-se ao fato de muitos terem ideias
diferentes e as vezes até por dicisões de tomarem rumos
direferentes, isso aconteceu com centenas de bandas, dos mais
variados gêneros musicais, como, Os Beatles, 

https://i1.wp.com/photos1.hi5.com/0134/553/996/5FAQM1553996-02.jpg

um dos grandes fenômenos da hitória do rock mundial,
no Brasil, não seria diferente, existem exemplos de
muitos grupos antigos que não
tem os mesmos componentes, e até
desapareceram do mapa musical.


Os Karetas, ainda, sobrevive, com a insistência do proprietário,
e fundador, Daniel Barbosa, que é vocalista e baixista da banda,


Daniel Barbosa, que antes assinava como
“Danny”, está na banda,
desde quando o Senhor Sebastião
fundou, com o Nome “Os Caretas”
com (C), Daniel,


zela pela parmanência da existência da banda,
continua mantendo Os Karetas, na ativa,


fazendo shows em vários
locais do grande Recife, em Pernambuco,
litotaral do nordeste
Brasileiro.


Recentemente, em Recife, aconteceu uma revelação, da banda,
em um show, que estiveram, presentes grupos como, Os Trepidant’s,

https://i2.wp.com/photos4.hi5.com/0129/675/295/iuTdID675295-02.jpg

Renato e Seus Blue Caps e a Banda Tunel do Tempo.


A curiosidade, foi que Os Karetas, chegaram de mansinho, e lá no
palco, ajustaram seus equipamentos, e aos poucos, o público,
foram se aproximando e de repente,


começou o show, com a platéia
surpreendida, Os Karetas simplesmente,
tocou fogo no salão, deixando
o público com saudade,

https://i1.wp.com/photos3.hi5.com/0133/643/174/Vwa3TS643174-02.jpg

e lebrando o acontecimento do roqueiro,
Jerry Lee Lewis, quando tocou fogo
no piano e causando uma situação

https://i1.wp.com/photos2.hi5.com/0132/758/685/2Ezt6c758685-02.jpg

desagradavel para Chuck Berry,
mas Os Trepidant’s, manteve a chama,
e terminando tudo bem.

https://i1.wp.com/photos3.hi5.com/0132/970/198/fqzWxo970198-02.jpg


No ano de 2005 Os Karetas, lançaram seu Primeiro CD,
entitulado “Coração Desprezado” com 12 faixas. 


Ficha técnica do CD Coração Desprezado:

Ano de produção: 2005
Ano de lançamento: 2006
Nome do disco: Coração Desprezado
Produtor Fonografico: Mega Music
Produção Artística: Paulo Almeida
Produção Executiva: Daniel Barbosa
Arranjos: Os Karetas
Estúdio: Nôka Som
Técnico de Gravação: Nôka
Mixagem: Nôka / Daniel Barbosa
Fotos Fernando Barros
Capa: Edna Batista
Laçado e distribuido pelo Selo Mega Music

Músicos, no LP Coração Desprezado de Os Karetas:

Bateria: Junior
Baixo e Vocal: Daniel Barbosa
Guitarra Solo e Vocal: João Batista
Teclados e Vocal: Tuca
Percussão: Leandro
Vozes: Koka e Fabiane

Faixas

01 – Coração Desprezado (Daniel Barbosa)
02 – Andar (Marcelo Santana)
03 – Preciso de Você (Juan Caribe)
04 – Cidabela (Assis da Paz)
05 – Cuba (Marcelo Santana)
06 – Sempre Vou te Amar (João Batista)
07 – Relatório (Saulo Douglas)
08 – Não Será Fácil (Daniel Barbosa)
09 – Quem é Esse Negro (Lulu)
10 – Ovelha Negra (Rita Lee)
11 – Vento Norte (Saulo Douglas)
12 – Coração Desprezado (Instrumental – Faixa Bonus)

Esse é o quito trabalho do grupo,
contando desde o lançamento do compacto,
que foi produzido em 1981. O Sexto CD
foi lançado ao vivo, gravado apartir de
um show no ano de 2008, realizado no SESC
do bairro de Santo Amaro em Recife, em Pernambuco.
A gravação, não é das melhores, mas vale como
um documento histórico para os fãs e
admiradores da banda.

Atualmente a banda Os Karetas,
está formada por:

Baixo e Vocal: Daniel Barbosa (dono e fundador da banda)
Guitarra Solo e Vocal: João Batista
Teclados e Vocal: Betinho (Ex-Trepidant’s)
Bateria: Nilton
Vocal: Silvane
Vocal: Roberta (Ex-Back-Vocal de Beto Barbosa)
Percussão e Vocal: Leandro Matias
Percussão e Baixo: Leonardo Matias

É com essa formação que Os Karetas, vem se mantendo
há 10 anos, tendo 3 componetes que entraram para banda
há três anos.

Os Karetas, fazem shows em diversos locais de Pernamuco
e estados vizinhos, cantam diversos estilos dos mais
variados, nomes da música, nacional e internacional,
tem nome e u público espetacular.

Os componetes, como de grandes destaques na banda,
que não fazem mais parte atulmente, alguns ainda estão,
na ativa:

Saulo Douglas, mora na Espanha e tem uma banda de reggae.

Lulu, mora em Recife, PE, e também tem uma banda, com o nome
“Como Antigamente”, tocam músicas dos anos 60 e 70.

Gilmar, é evangélico, e mora em Jaboatão dos Guararapes, PE.

Inaldo, mora em Portugal, e se apresenta em casas de shows,
fazendo voz e violão.

Danny ou Daniel Barbosa (dono e fundador da banda),
esse continua na luta mantendo o nome da banda,
Os Karetas, em Pernambuco e no Mundo.

Obs.: O conteúdo aqui citado, foi desenvolvido pelo
divulgador de eventos Bernardo, ele que já é de costume,
levantar dados para mostrar talentos esquecidos pela mídia,
o mesmo costuma fazer entrevista com esses personagens
dá música em geral, é possível ver trabalhos como o de
um grupo evangélico, conhecido por, Embaixadores De Sião,
O cantor também evangélico, Isac Sá, Beto Juara,
O Músico Peregrino, da famosa musa do pop brasileiro, Dianah, a banda de pop rock,
Trepidant’s, o cantor Rodrigo Otarola,
o Cantor Brega pop Cláudio Alexandre
e muitos outros nomes
do meio artístico musical, portanto
é possível vim atualizações,
falando mais detalehes da banda, Os Karetas.

********

Posted in Festa, Shows e Eventos on setembro 20, 2010 by BernardoMontador

********

Cláudio Alexandre

Posted in Música on setembro 17, 2010 by BernardoMontador
Por: Aleyster Crowley Bernardo de Andrade:

Cláudio Alexandre, é um cantor e compositor, brasileiro,
natural de Recife, Pernambuco, nascido como
Cláudio Fontana, no dia 15/01/1971.

O cantor Cláudio Alexandre, é um simples, e
pequeno empresário do Recife, além de cantor,
é distribuidor e produtor musical.

Já desenvolvel, dezenas de trabalhos na área artística
musical, fazendo desde programas de rádios, eventos,
distribuição de discos, vendas de shows e muito mais,
é na verdade, um artista para todas as horas.

Tem muitos contatos no meio artístico e é sempre
convidado para administrar, trabalhos de outros
cantores, pelos estados do nordeste.

Cláudio Alexandre, já vive no mundo da música,
há vários anos, pois ele começou a gostar da música
aos sete anos de idade e foi junto de seu pai,
que Cláudio Alexandre passou a escutar música popular
brasileira e assistindo os programas de TVs como:

Cassino do Chacrinha, Raul Gil, Perdidos na Noite,
Silvio Santos, e outros programa de TV local do Recife,
Jotar Ferreira, Paulo Marques e Jorge Chau.

Começou a imitar artistas da época como Carlos Alexandre,
Sidney Magal, Gilliard, Amando Batista, e outros.

Apesar de gostar de tantos artistas da música,
Cláudio Alexandre, sempre foi adimirador do
cantor Carlos Alexandre, provavelmente o
fã número um.

Para Cláudio Alexandre, o seu ídolo sempre será o cantor
Carlos Alexandre, é seu espelho artístico, pois segundo
ele, seu ídolo foi uma pessoa muito humilde,
que chegou ao topo do sucesso como um grande ídolo na música
pop no norte, nordeste ao sul do Brasil.

A carreira de Carlos Alexandre, não foi tão fácil,
por isso hoje Cláudio Alexandre, espelha-se neste
artista, porque a lutar do mesmo não foi tão
fácil, "como ainda não está" Diz Cláudio Alexandre.

Aos sete anos de idade, quando pegou em um
compcto simples do Carlos Alexandre,
com duas músicas escutou pela primeira
vez as músicas "Arma de Vigança" e
"Canção do Paralítico"
que o deixou fascinado.

Na mesma época Cláudio Alexandre escutava a música "Pertinho de Você"
da Cantora Elizagela; "Lembranças", de Kátia; que na época foi um
estouro, era a música do momento, como também "Amor Perfeito"
de Amando Batista.

Em 1979 Cláudio Alexandre, foi a uma "Festa de Reis"
na cidade de Carpina, (interior de Pernambuco),
com o seu pai, (pois, era de costume, eles irem vender bolos
nas festas de interior, em Pernambuco), e ficou fascinado
com aquela loucura das músicas tocando nos autos falantes.

O que mais tocou na festa foi a musica "feiticera",
de Carlos Alexandre. Naquela ocasião ele saiu maravilhado
daquela festa.

No dia seguinte ele pediu a seu pai, para comprar um
LP de Carlos Alexandre, ai foi quando ele disse
"- esse e cara".

No mesmo ano ele comprou mais um LP a "Ciganinha" Também
de Carlos Alexandre.

Em 1985 ele conheceu Carlos Alexandre pessoalmente,
já com seus 14 anos de idade, foi uma loucura ficar
frente a frente com seu ídolo.

Cláudio Alexandre conversou com Carlos Alexandre,
e viu nos olhos dele a pessoa humilde, e que ele era o
que realmente mostrava ser.

Foi antes do show no bairro de Peixinhos na antiga
comunidade do Areial.

Esse show foi no circo de Alakazan, e estava
lotado. Cláudio Alexandre ficou muito feliz
porque ali estava seu ídolo, e as músicas de sucessos
na época, eram: "Final de Semana" e "Se Você Fosse Por Mim"
eram as músicas que mais tocavam nas rádios do Recife.

Depois desse show nunca mais Cláudio Alexandre
perdeu um evento que seu ídolo estivesse.

Em 1989 Cláudio Alexandre recebeu a notícia
que ele perdia seu grande ídolo no dia 30/01/89.

Cláudio Alexandre ficou muito triste chorou bastate
não coseguia se conformar, foi uma loucura na vida
do fã. Pois para Cláudio Alexandre, tinha perdido
uma pessoa, que o mesmo amava como se fosse um irmão.

O tempo foi passando e a vida foi caminhado…

Em 1990 Cláudio Alexandre conheceu os filhos de seu ídolo:

Carlos Alexandre jr,
Carlos Adriano Germinia,
e a viuva solange.

Até hoje eles tem uma grande amizade, são praticamente
uma família.

Em 1992 conheceu seu irmão Paulo Márcio
que hoje reside em Recife no bairo de Candeias,
Jaboatão dos Guararapes.

Em 2004 passou uma temporada vendendo varios
show de Paulo Márcio.

E em 2007 lançou um CD de Paulo Márcio,
com o título "Sempre Romântico",
lançou também um CD de Carlos Alexandre Jr.,
com o título "Voltei", todos pelos selos
Garra Music, que é do próprio Cláudio Alexandre,
que já vem lançando vários artista como:

Robson Ricardo;
Nando Prata;
Banda Realeza;
uma Coletânea Brega e Chic com vários artistas,
Banda Sabor Morango, e agora mais dois lançamento,
de Carlos Alexandre Jr. "Tributo ao Meu Pai";
e Fernando Luiz "40 ano de música" CD e DVD.

Atualmente Cláudio Alexandre já gravou três CD’s:

Adoro Você;
BR Deserta;
Meus Segredos.

Em 2002 Passou por uma experiência, de rádio,
no município de Pão de Açúcar em Taquaritiga
do norte PE, na Rádio Filadélfia FM, onde ele tinha
um programa chamado, Forróbreganejo, o mesmo teve muita
audiência, por que Cláudio Alexandre tocava três gêneros
de músicas do nordeste.

Lá ele entrevistou várias duplas sertanejas,
Denis e Dener, Marcelo e Mateus, Gilliard,
e outros.

Chegou a trabalhar como divulgador pela
gravadora Gema, onde viajou pelo norte nordeste
e pericialmente nos estado de Belém do para,
Maranhão, Piauí, Alagoas, Bahia, e Pernambuco.

Gravou seu primeiro CD,
entitulado, Adoro Você,
em 2008, com a música
"Fujo de ti" composição de Carlinhos Colló,
em destaque, nas rádio do interior, em Recife
e outros estados como Paraíba, Alagoas,
Rio Grande do Norte, interior da Baiha, Ceara.

O Segundo em 2009, CD Meus Segredos
com musicas de destaque "peço perdão" uma
regravação do cantor baiano "cristiano neves",
compositor "Paulo nascimento",

O terceiro em 2010, CD BR Deserta
músicas de trabalho "É Como diz o Zezé",
de autoria de Carlos augusto,
uma regravação de Dorys Casa Nova,
Cantor baiano, o CD está repleto de
músicas brega, românticas, e balanços,

Atualmente está lançando um cd de
tributo a Maurício Reis,
Cláudio Alexandre, "Canta o Poéta do Cravo Branco".
Entre as músicas de destaques do "Cantor das Rosas"
Maurício Reis, estão "Chorar por Amor", "Verônica",
"Dançarina", "De bar em bar", "Lenço Manchado",
"Fim de Noivado", "Mercedão Vermelho", "Amante Querida",

Em breve vem um CD de tributo a
Carlos Alexandre aguardem.

Cláudio Alexandre

Posted in Música on setembro 16, 2010 by BernardoMontador
Por: Aleyster Crowley Bernardo de Andrade:

Cláudio Alexandre, é um cantor e compositor, brasileiro,
natural de Recife, Pernambuco, nascido como
Cláudio Fontana, no dia 15/01/1971.

O cantor Cláudio Alexandre, é um simples, e
pequeno empresário do Recife, além de cantor,
é distribuidor e produtor musical.

Já desenvolvel, dezenas de trabalhos na área artística
musical, fazendo desde programas de rádios, eventos,
distribuição de discos, vendas de shows e muito mais,
é na verdade, um artista para todas as horas.

Tem muitos contatos no meio artístico e é sempre
convidado para administrar, trabalhos de outros
cantores, pelos estados do nordeste.

Cláudio Alexandre, já vive no mundo da música,
há vários anos, pois ele começou a gostar da música
aos sete anos de idade e foi junto de seu pai,
que Cláudio Alexandre passou a escutar música popular
brasileira e assistindo os programas de TVs como:

Cassino do Chacrinha, Raul Gil, Perdidos na Noite,
Silvio Santos, e outros programa de TV local do Recife,
Jotar Ferreira, Paulo Marques e Jorge Chau.

Começou a imitar artistas da época como Carlos Alexandre,
Sidney Magal, Gilliard, Amando Batista, e outros.

Apesar de gostar de tantos artistas da música,
Cláudio Alexandre, sempre foi adimirador do
cantor Carlos Alexandre, provavelmente o
fã número um.

Para Cláudio Alexandre, o seu ídolo sempre será o cantor
Carlos Alexandre, é seu espelho artístico, pois segundo
ele, seu ídolo foi uma pessoa muito humilde,
que chegou ao topo do sucesso como um grande ídolo na música
pop no norte, nordeste ao sul do Brasil.

A carreira de Carlos Alexandre, não foi tão fácil,
por isso hoje Cláudio Alexandre, espelha-se neste
artista, porque a lutar do mesmo não foi tão
fácil, "como ainda não está" Diz Cláudio Alexandre.

Aos sete anos de idade, quando pegou em um
compcto simples do Carlos Alexandre,
com duas músicas escutou pela primeira
vez as músicas "Arma de Vigança" e
"Canção do Paralítico"
que o deixou fascinado.

Na mesma época Cláudio Alexandre escutava a música "Pertinho de Você"
da Cantora Elizagela; "Lembranças", de Kátia; que na época foi um
estouro, era a música do momento, como também "Amor Perfeito"
de Amando Batista.

Em 1979 Cláudio Alexandre, foi a uma "Festa de Reis"
na cidade de Carpina, (interior de Pernambuco),
com o seu pai, (pois, era de costume, eles irem vender bolos
nas festas de interior, em Pernambuco), e ficou fascinado
com aquela loucura das músicas tocando nos autos falantes.

O que mais tocou na festa foi a musica "feiticera",
de Carlos Alexandre. Naquela ocasião ele saiu maravilhado
daquela festa.

No dia seguinte ele pediu a seu pai, para comprar um
LP de Carlos Alexandre, ai foi quando ele disse
"- esse e cara".

No mesmo ano ele comprou mais um LP a "Ciganinha" Também
de Carlos Alexandre.

Em 1985 ele conheceu Carlos Alexandre pessoalmente,
já com seus 14 anos de idade, foi uma loucura ficar
frente a frente com seu ídolo.

Cláudio Alexandre conversou com Carlos Alexandre,
e viu nos olhos dele a pessoa humilde, e que ele era o
que realmente mostrava ser.

Foi antes do show no bairro de Peixinhos na antiga
comunidade do Areial.

Esse show foi no circo de Alakazan, e estava
lotado. Cláudio Alexandre ficou muito feliz
porque ali estava seu ídolo, e as músicas de sucessos
na época, eram: "Final de Semana" e "Se Você Fosse Por Mim"
eram as músicas que mais tocavam nas rádios do Recife.

Depois desse show nunca mais Cláudio Alexandre
perdeu um evento que seu ídolo estivesse.

Em 1989 Cláudio Alexandre recebeu a notícia
que ele perdia seu grande ídolo no dia 30/01/89.

Cláudio Alexandre ficou muito triste chorou bastate
não coseguia se conformar, foi uma loucura na vida
do fã. Pois para Cláudio Alexandre, tinha perdido
uma pessoa, que o mesmo amava como se fosse um irmão.

O tempo foi passando e a vida foi caminhado…

Em 1990 Cláudio Alexandre conheceu os filhos de seu ídolo:

Carlos Alexandre jr,
Carlos Adriano Germinia,
e a viuva solange.

Até hoje eles tem uma grande amizade, são praticamente
uma família.

Em 1992 conheceu seu irmão Paulo Márcio
que hoje reside em Recife no bairo de Candeias,
Jaboatão dos Guararapes.

Em 2004 passou uma temporada vendendo varios
show de Paulo Márcio.

E em 2007 lançou um CD de Paulo Márcio,
com o título "Sempre Romântico",
lançou também um CD de Carlos Alexandre Jr.,
com o título "Voltei", todos pelos selos
Garra Music, que é do próprio Cláudio Alexandre,
que já vem lançando vários artista como:

Robson Ricardo;
Nando Prata;
Banda Realeza;
uma Coletânea Brega e Chic com vários artistas,
Banda Sabor Morango, e agora mais dois lançamento,
de Carlos Alexandre Jr. "Tributo ao Meu Pai";
e Fernando Luiz "40 ano de música" CD e DVD.

Atualmente Cláudio Alexandre já gravou três CD’s:

Adoro Você;
BR Deserta;
Meus Segredos.

Em 2002 Passou por uma experiência, de rádio,
no município de Pão de Açúcar em Taquaritiga
do norte PE, na Rádio Filadélfia FM, onde ele tinha
um programa chamado, Forróbreganejo, o mesmo teve muita
audiência, por que Cláudio Alexandre tocava três gêneros
de músicas do nordeste.

Lá ele entrevistou várias duplas sertanejas,
Denis e Dener, Marcelo e Mateus, Gilliard,
e outros.

Chegou a trabalhar como divulgador pela
gravadora Gema, onde viajou pelo norte nordeste
e pericialmente nos estado de Belém do para,
Maranhão, Piauí, Alagoas, Bahia, e Pernambuco.

Gravou seu primeiro CD,
entitulado, Adoro Você,
em 2008, com a música
"Fujo de ti" composição de Carlinhos Colló,
em destaque, nas rádio do interior, em Recife
e outros estados como Paraíba, Alagoas,
Rio Grande do Norte, interior da Baiha, Ceara.

O Segundo em 2009, CD Meus Segredos
com musicas de destaque "peço perdão" uma
regravação do cantor baiano "cristiano neves",
compositor "Paulo nascimento",

O terceiro em 2010, CD BR Deserta
músicas de trabalho "É Como diz o Zezé",
de autoria de Carlos augusto,
uma regravação de Dorys Casa Nova,
Cantor baiano, o CD está repleto de
músicas brega, românticas, e balanços,

Atualmente está lançando um cd de
tributo a Maurício Reis,
Cláudio Alexandre, "Canta o Poéta do Cravo Branco".
Entre as músicas de destaques do "Cantor das Rosas"
Maurício Reis, estão "Chorar por Amor", "Verônica",
"Dançarina", "De bar em bar", "Lenço Manchado",
"Fim de Noivado", "Mercedão Vermelho", "Amante Querida",

Em breve vem um CD de tributo a
Carlos Alexandre aguardem.

Os Trepidant’s no Bom Dia Pernambuco

Posted in Música on setembro 8, 2010 by BernardoMontador

Não Percam, Os Trepidant’s,

na Globo Nordeste

O Especial de 40 Anos de Carreira
dos Trepidant’s, Será Nesta sexta-feira
10 de Setembro

mais precisamente as 6:30
no Bom Dia Pernambuco,

Filial da Rede Globo

em Recife Pernambuco

Brasil!!!!!!!

Assistam e Gravem,
Depois Espalhem e Mutipliquem,

É isso Aí, Os Trepidant’s,
O Especial de 40 Anos de Carreira

Apoio de Divulgação na NET:
Aleyster Crowley Bernardo de Andrade

Os Trepidant’s no Bom Dia Pernambuco

Posted in Ícones da História on setembro 8, 2010 by BernardoMontador

Não Percam, Os Trepidant’s, na Globo Nordeste

O Especial de 40 Anos de Carreira
dos Trepidant’s, Será Nesta sexta-feira
10 de Setembro

mais precisamente as 6:30
no Bom Dia Pernambuco,

Filial da Rede Globo

em Recife Pernambuco

Brasil!!!!!!!

Assistam e Gravem,
Depois Espalhem e Mutipliquem,

É isso Aí, Os Trepidant’s,
O Especial de 40 Anos de Carreira

Apoio de Divulgação na NET:
Aleyster Crowley Bernardo de Andrade