Terra de Gigantes – Land of Giants – Parte 1

Terra de Gigantes – Land of Giants – Parte
1



 

 

Terra de Gigantes foi mais uma das criações de Irwin
Allen, famoso por várias séries de grande sucesso na televisão como
Viagem ao Fundo do Mar, Túnel do Tempo, Perdidos no Espaço e filmes
como Inferno na Torre. A história desta série lembra também
muitas outras séries e filmes como As Viagens de Gulliver
(Gulliver´s Travels) e A Ilha dos Birutas (Gilligan´s Island –
1964-1967).

 

 

Para realizar mais esta série Irwin gastou na época a quantia
de aproximadamente 250.000 dólares por episódio, uma quantia exorbitante
nunca utilizada numa série até então, que grande parte foram empregados em
diversos e enormes cenários, objetos imensos, nave espacial e uso de
muitos outros artifícios para causar o efeito visual desejado.

 


 

Alguns objetos deve ter custado uma fortuna, como por exemplo a
criação de uma gigantesca mão que abraça alguns personagens quando
capturados.Além do custo, esta série também exigiu atores em perfeitas
condições físicas, usando dubles somente para determinadas cenas
consideradas muito arriscadas e perigosas.

 

 

Muitas cenas exigiram dos atores grande esforço, além de
enfrentarem um ou outro perigo relativamente pequenos e arranhões, pois
tinham de subir usando ou descer utilizando enormes fios de telefones,
transpor grandes objetos e coisas similares. 

 

 

O único membro desta aventura, Fitzhug (Kurt Kazznar) é
provavelmente o que mais sofria pois era o mais gordinho e mais velho dos
"pequeninos" (como eles chamados os humanos pelos gigantes) desta
série, talvez por isso poucas cenas são vistas ele subindo em cordas ou
escalando grandes objetos, assim como existem algumas entrevistas suas
dizendo detestar ter feito este seriado e ter ficado contendte ao vê-lo
encerrado. Muita gente afirma que ele só aceitou fazer o papel por causa
do dinheiro.

 

 

Terra de Gigantes  foi apresentada originalmente pela rede
ABC, nos Estados Unidos, de 22 de setembro de 1968 até 22 de março de
1970, num total de 51 episódios de aproximadamente 60 minutos cada, em
duas temporadas. 

 


 

A série inicia num aeroporto onde um grupo de passageiros
embarcam na nave comercial "Spindrift" de Nova Iorque para Londres
por volta do ano de 1983. Nessa época (segundo a série) os aviões já
haviam sido substituídas por naves com propulsão atômica capaz de voar a
uma incrível velocidade e em imensas alturas chegando a atingir a esfera
sub-orbital da Terra.

 


 

Na tripulação desta nave estão o capitão Steve Burton (Gary
Conway), piloto da nave e também com o passar dos capítulos e dos
acontecimentos passa a liderar e assumir as responsabilidades de todos os
outros, muitas vezes até entrando em conflito com o seu co-piloto ou então
com algum outro passageiro, além de buscar incessantemente uma forma de
retornar a sua origem e sobreviver enquanto isso.

 

 

O co-piloto é Dan Erickson interpretando por um ator
afro-americano Don Marshall, que com o desenvolvimento do espetáculo
torna-se um grande amigo e aliado de Steve, ajudando ele e os outros no
que for possível.Esta nave tem como auxiliar Betty Hamilton (Heather
Young), uma espécie de comissária de bordo daquela época. Mesmo depois que
os acontecimentos que começam a ocorrer, sempre coloca-se como amiga de
todos e sempre acatando as ordens de seus superiores.

 


 

Entre os passageiros encontram-se Valery Scott, protagonizada
pela belíssima Denna Lund, que interpreta uma artista em decadência que
está indo a Londres para tentar conseguir um bom contrato e assim voltar a
ser uma grande estrela. Muitas vezes mostra-se intolerante e voluptuosa
colocando em perigo a vida de outros, mas com o tempo passa a compreender
e ajudar a todos.

 

 

Outro passageiro é o engenheiro muito rico Mark Wilson (Don
Matherson) que está indo a Londres a negócios. Nos primeiros capítulos
mostra-se um sujeito bastante arrogante e intolerante, mas com o decorrer
dos acontecimentos passa a ser compreensivo e ajudar os outros no que
pode, mas por diversas vezes entra em conflito com as idéias e soluções do
capitão Steve.

 

 

Barry Lockdridge é um garoto de aproximadamente 7 ou 8 anos e,
que não larga o seu cachorro chamado "Chipper". Ele ficou órfão por
isso está indo a Londres para ser criado pelo seu parente próximo. 
Apesar de garoto mostra-se muito corajoso e é praticamente adotado por
todos que passam a cuidar dele, especialmente a auxiliar Betty Hamilton,
que o trata como filho e até o estranho Fitzhugh torna-se seu grande
amigo.

 

 

Falando nele, Fitzhugh (Kurt Kazznar), que no início da série
aparece como "Comandante Fitzhugh", é na verdade uma figura
misteriosa, carrega uma maleta cheia de dinheiro de fonte duvidosa e não
explicada. Parece estar indo para Londres em fuga. 

 

 

É um sujeito medroso, na maioria das vezes covarde, ganancioso,
sempre fugindo de suas responsabilidades e também em vários episódios é o
responsável por situações que colocam todos em perigo. É incrível que este
personagem tem uma personalidade muito parecida com a do Dr. Smith de
Perdidos no Espaço, a diferença que desta vez ele não é o responsável pelo
desastre que acaba envolvendo a todos numa louca aventura.

 

 

Basicamente as aventuras se passam ao redor desses personagens,
intercaladas com artistas convidados que fazem papel de vilão ou outro
qualquer. Somente um personagem aparece de vez em quando que é a do
malvado Inspetor Kobik (Kevin Hagen), um agente de um governo totalitário
que tenta de todos os meios capturar os nossos heróis.


Terra de Gigantes – Land of Giants – Parte
2



 


 
 

 


 

 

Terra de Gigantes tem seu início durante a vigem da nave
"Spindrift" em direção a Londres, subitamente acontece uma enorme e
estranha turbulência fazendo com que a nave fique totalmente sem controle,
mas com muita destreza o capitão e seu co-piloto conseguem a muito custo
fazer pousar a nave. O pouso é bem sucedido, apesar da nave apresentar
grandes avalias, quase sem condições de uso novamente a não ser seja
reparado.

 


 

 


 

 

Uma vez em terra firme, o capitão Steve e o co-piloto Dan
resolvem sair e explorar o terreno em busca de ajuda, já que não conseguem
contato através do rádio. É noite de muito nevoeiro e a certa altura 
encontram um enorme pista. Eles pensam ter encontrado um aeroporto ou algo
semelhante quando de repente surge uma luz e um imenso barulho e um
gigantesco carro aparece e passa sobre eles. 

 

 

 

Sem entender nada e apavorados retornam para junto dos outros,
pouco tempo depois a nave é sacudida intensamente como se um terremoto
tivesse acontecendo, quando o Capitão, o co-piloto e a auxiliar vêem pela
janela frontal da nave um garoto gigantesco, apanha a nave e começa a
olhar para dentro dela.

 

   

 

   

 

Com muito custo o piloto consegue, mesmo com a nave bastante
avariada se desvencilhar do garoto gigante e pousar desastrosamente perto
de um parque cheio de árvores. Após o pouso, todos descem para verificar a
situação, quando são surpreendidos por um gigantesco gato que os ameaça
como se eles fossem um pequeno rato. 

 

 

 

Todos entram na nave para se esconder e o gato que passa a dar
patadas violentas na nave. O capitão consegue dar uma descarga elétrica
fazendo com que o gato vá embora.

 

   

 

   

 

   

 

Agora muito mais cautelosos diante dessas coisas estranhas, o
capitão e a Vallery saem a para explorar a vizinhança quando encontram uma
enorme casa e eles entram através de um duto na parede. 

 

   

 

 

 

Lá chegando eles vêem um gigante trabalhando em seu
laboratório, quando são descoberto por ele e acabam sendo capturados. O
gigantes prende-os a uma lâmina para iniciar estudos. 

 

   

 

Essa parte do espetáculo faz com deduzamos que, de alguma
forma, os gigantes já tem conhecimento dos pequenos humanos, pois o
gigante captura-os mas não se mostra surpreendido. Até parece que ele
estava aguardando-os.

 

 

Por sorte o Capitão e Vallery são salvos pelos outros
companheiros. A partir daí eles realmente começam a ficar cientes do local
onde eles se encontram e que estão perdidos numa terra similar a Terra,
porém tudo extremamente enorme, gigantesco em relação a eles. Primeiro
eles pensam ter encolhido mas com o passar dos acontecimento percebem que
estão mesmo num planeta de gigantes.

 

 

A partir desse capítulo inicial, a série passam a mostrar
alguns problemas pessoais que vão surgindo e onde a personalidade de cada
personagem começa a se delinear. A cada novo capítulo novas aventuras vão
surgindo, com participações de vários artistas convidados fazendo papel
dos gigantes e também de alguns outros humanos pequenos que aparecerão no
decorrer dos episódios.

Terra de Gigantes – Land of Giants – Parte
3



 

 

Na série Terra de Gigantes, os humanos no seu dia-a-dia
tem de fazer tudo para poderem sobreviver, estão sempre a procura de
comida e evitando ser capturados pelos gigantes ou pelos animais
domésticos, bem como uma preocupação constante em manter a nave escondida
e tentar consertá-lo, pois ele é a única chance de seu retorno a sua
origem. 

 

 

Quando necessitam de alguma peça de reparo sempre se atrevem a
entrar na cidade, em alguma oficina onde geralmente encontrava um gigante
disposto a agarrá-los, apesar de algumas vezes aparecer algum gigante
simpatizante e salvá-los de situações de perigo.

 

 

Estranhamento nunca foi mencionado o nome do misterioso
planeta, mas muitos gigantes parecem conhecer a Terra, Vênus e Marte como
é referido em alguns de seus episódios. Tampouco não é clara a localização
exata do tal planeta, mas supõe-se que ele faça parte do nosso sistema
solar, mas que por algum motivo não explicado, ou algum truque da
natureza, fazendo-o com que ele fique escondido da Terra. 

 

 

O segundo episódio da série "Ghost Town" por exemplo, já começa
a dar amostra da possibilidade do retorno a Terra mediante algum tipo de
nave que pudesse voar a grandes altitudes, interagindo assim com uma
espécie de fechadura de uma dimensão não muito explicada, mas que parecia
agir como uma dobra espacial. Era a primeira vez que é feita uma menção
dessa tal "fechadura", onde insinuava-se que ela talvez tenha sido criada
e também que era já do conhecimento de alguns dos habitantes desse planeta
de gigantes. 

 

 

Mais tarde no episódio "On a Clear Night You Can See
Earth
" por exemplo, o capitão Steve Burton afirmava ter visto a Terra,
após ter acidentalmente estado diante de um jogo lentes de um óculos de
proteção infra-vermelho inventando pelos gigantes, insinuando que apesar
dos dois mundos serem realmente diferentes, eles estavam presentes numa
espécie de "universo paralelo" um ao lado outro, porém visível
somente através do uso de aparelho especiais.

 

 

Também postulavam que o planeta gigante estava na mesma órbita
da Terra operando como alguma espécie de "dobra do tempo-espacial" que
impeliam os objetos adiante ou para trás a cada seis meses. Em vista disso
começam a pensar e a estudar uma forma de penetrar nessa "dobra" no
momento certo, e assim talvez, retornar a Terra.

 

 

Outra analogia que se faz é que como os habitantes desse
planeta não possuem naves espaciais tripuladas, explicando assim o não
aparecimento de nenhum gigante aqui na Terra. Num outro episódio mostra um
casal de velhos que também chega a esse enorme planeta  (não se sabe
como), mas com a ajuda do capitão e dos outros humanos conseguem escapar
das mãos dos gigantes e  mencionam uma maneira de retornar, mas nunca
foi esclarecido se algum deles regressou ou não a Terra com
êxito.

 

 

Nesse planeta gigante existe basicamente um continente ou
hemisfério que é dominado completamente por um  governo autoritário,
que tolerava a existência de empresários e homens de negócios, mas não
aceitavam qualquer interferência no sentido de efetuar mudanças em sua
política (situação muito parecida com muitos países nos anos 60 e 70,
incluindo o Brasil que vivia uma ferrenha ditadura). 

 

 

Como eram os outros continente ninguém sabia, ou quase. O
controle do tráfego aéreo impediam viagens além mar, pois nada além dele
poderia ser explorado, nem tampouco ir para lá. Os motivos também não são
muito explicados. Apesar de um governo autoritário, em vários episódios
aparecem dissidentes salvando e prestando ajuda aos seus amigos, inclusive
aos humanos ou então trabalhando para desmontar esse tipo de
governo. 

 

 

Para lidar com isso o governo conta com o SID, sigla do
Departamento de Investigações Especiais, liderado pelo terrível Inspetor
Kobik, que faz de tudo para capturar esses dissidentes e também os
humanos, pois muitos cientistas desejam eles para estudo, outros como
brinquedos e ainda tinham aqueles querendo tirar lucros em cima deles,
utilizando-os num circo por exemplo. O autoritarismo do governo foram
mostrados em vários episódios, como uma forma de crítica a esse tipo de
governante. 

 

 

Por incrível que pareça, muitos destes capítulos passaram pelo
crivo dos "Censores" no Brasil, mas há de concordar também que
poucas pessoas fizessem uma relação entre o governo autoritário e o
governo brasileiro. Muitos assistiam mesmo pela aventura e diversão. No
episódio "Pay the Piper" Jonathan Harris, o Dr. Smith de Perdidos no
Espaço, aparece interpretando um tocador de uma espécie de trompete que
hipnotizava (como no conto A Flauta Mágica) para atrair o garoto Barry
para fora do esconderijo e com isso apanhar todos os humanos.

 

 

Havia também muitas cenas cheias de inconsistências como o fato
dos humanos conseguirem carregar uma enorme pilha, mas não poderem fugir
de uma simples teia de aranha. A outra por exemplo é o fato de todos os
gigantes falarem a mesma língua dos humanos, mas a série era tão
empolgante e interessante que ninguém se preocupava com esses detalhes,
afinal era mesma coisa que fica discutindo como a vovó saia inteirinha da
barriga do lobo mau.

 

 

A série foi retransmitida para mais de 80 países, incluindo a
América Latina e o Brasil, que transmitiu o seriado pela primeira vez em
1969 pela TV Record, aos domingos, mais tarde em 1972 voltou a ser
novamente a ser apresentada pela TV Record, às tercas-feiras.

 

 

Por volta de 1974 passou a ser exibida pela Rede Globo, e entre
1990 a 1991 passou a ser apresentada novamente pela TV Record e também
pela canal a cabo Fox Channel, durante sua inauguração. Em 1992 a Rede
Record voltou a exibir no horário das 16,30 horas. Em 1973 a editora
EBAL lançou uma História em Quadrinho baseada na série. A mesma história
já havia sido publicada nos Estados Unidos pela editora Gold
Key.


POSTAGEM EXTRAIDA DO SITE

Anúncios

Uma resposta to “Terra de Gigantes – Land of Giants – Parte 1”

  1. PARABÉNS, ALEYSTER POR NOS MANTER INFORMADO SOBRE ATORES E ATÉ SOBRE OS DETALHES DE CADA EPISÓDIO DESTA SÉRIE QUE PRA MIM AO CONTRÁRIO DE MUITAS OPINIÕES, É A MINHA SÉRIE FAVORITA, OLHA QUE QUEM FALA AQUI É UM FÃ FANÁTICO POR TERRA DE GIGANTES, POR UMA RAZÃO BEM SIMPLES É QUE SOU MUITO NOSTÁLGICO E SAUDOSISTA, DAÍ O PORQUE DESSE MEU COMENTÁRIO, A OUTRA SÉRIE FAVORITA É “VIAGEM AO FUNDO DO MAR”. MAS A MINHA MENINA DOS OLHOS É SEM DÚVIDa “TERRA DE GIGANTES”, ok?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: