Zorro – A HISTÓRIA E SEUS PERSONAGENS – PARTE I


Zorro – Parte 1



O herói mascarado Zorro foi criado em 1919 pelo escritor
Johnston McCulley e apresentado pela primeira vez na revista
norte-americana chamada All Story Weekly com o nome de “The Curse of
Capistrano
” (A Maldição de Capistrano) e logo conseguiu alcançar um
grande sucesso, sendo transformando posteriormente em diversos livretos
contendo várias historietas.

Esse tipo de literatura no início do século XX, era chamado de
pulp“, ou seja, um subgênero literário considerada de baixa
qualidade e caracterizada por novelas, contos e romances vendidos como
livros de bolso. Por esse motivo também que Zorro sempre foi considerado
um ícone menor da cultura pop e um representante de um gênero menor de
ficção norte-americana conhecida como
Swashbuckler“.

O personagem Zorro foi provavelmente inspirado nas histórias de
alguns bandidos reais da Califórnia e alguns também o associam com Joaquim
Murrieta, cuja vida foi publicada num livro em 1954 por John Rollin Ridge.
Outras inspirações possíveis seriam baseadas nas histórias de Robin Hood e
talvez até no livro Pimpinela Escarlate de 1905, pois guarda muitos
paralelismos com a história criada por McCulley.

Zorro foi traduzido para mais de 26 idiomas diferentes e acabou
chamando a atenção dos cineastas para esse fenômeno literário e
rapidamente chegou ao cinema, num filme mudo chamado “The Mask of
Zorro
” (A Máscara do Zorro) já em 1920, protagonizado pelo ator
Douglas Fairbanks.

O filme não obteve grande repercussão, mas foi o responsável por
inaugurar as características marcantes do herói, como a espada, o chicote,
a máscara e a famosa marca “Z”, que originalmente não existia nos contos
de McCulley.

Em 1925, Douglas Fairbanks voltou a fazer outro filme mudo sobre o
herói mascarado num filme chamado “Don Q, Son of Zorro” (O Filho do
Zorro), dirigido por Donald Crisp, onde Fairbanks interpreta Don César de
la Vega.

Mas o sucesso real de Zorro no cinema chegou somente num filme de
1940, num revival de 1920, também chamado de “The Mask of Zorro“,
dirigido por Rouben Mamoulian e produzido pela 20th Century Fox, estrelado
por Tyrone Power como Don Diego de la Vega (Zorro), Linda Darnell como
Lolita Quintero, Montagu Love como Don Alejandro Vega, Basil Rathbone como
o Capitão vilão e J. Edwardo Bromberg como um corrupto governador. Esse
filme é apontado por muito autores como o primeiro filme, a realmente
criar uma verdadeira identificação do público com o herói
mascarado.

Curiosamente, pouco tempo depois em 1944 surgiu um filme serial
produzido pela Republic Pictures chamado “Zorro´s Black Whipe“,
dirigido por Spencer Bennet, em que o personagem Zorro era interpretado
pela atriz Linda Stirling como Barbara Meredith, que lutava contra o
criminosos que conspiravam contra a criação do Estado de Idaho. O filme
iniciava com o irmão de Barbara chamado Randy, que lutava disfarçadamente
como o herói mascarado, mas acaba sendo assassinado e então Barbara toma
seu lugar e continua a sua luta.

Em 1949 surge um outro serial chamado “Ghost of Zorro
dirigido por Fred C. Brannon e protagonizado por Clayton Moore como Ken
Mason, um filme sem muita importância no cenário internacional, a não ser
pelo fato de Clayton Moore, pouco tempo depois ter protagonizado uma série
chamada Lone Ranger (1949-1957), onde ele interpretava um herói também
mascarado.

Coincidência ou não, mas na década de 60 quando Lone Ranger
(O Cavaleiro Solitário) foi apresentado no Brasil recebeu o nome de Zorro,
criando uma grande confusão que persiste até os dias atuais. Lone Ranger
possui poucas semelhanças com o real Zorro, pois a série era retratada num
cenário de cowboys, nos Estados Unidos e as lutas geralmente aconteciam
entre os fazendeiros e os índios. Ele tinha um companheiro índio chamado
Tonto e andava num cavalo branco chamado Silver e sua origem e história
eram completamente diferentes.


Zorro – Parte 2



Em 1952, Walt Disney que na época estava levantando financiamento
para o seu novo parque temático, começou a se interessar pelas aventuras
do Zorro para tentar vender para alguma emissora interessada,
mas todas elas solicitaram que Disney fizesse um episódio piloto da
série.

Disney, como sempre não
concordava e desta forma o projeto ficou provisoriamente suspenso, até que
Disney resolveu desengavetar o projeto para oferecer a ABC em troca de um
maior financiamento ao novo parque e assim em abril de 1957, o estúdio
começou a recrutar o elenco para fazer o seriado.

Para interpretar o Zorro foi chamado um quase desconhecido ator
chamado Guy Williams para fazer o papel do Zorro e também de Don Diego de
la Vega. O ator Guy Williams passou um tempo realizando rigorosos
treinamentos para deixar seu corpo da forma adequada, tendo aulas
inclusive com o professor Fred Cavens que também havia treinado Douglas
Fairbanks e Tyrone Power, para que eles pudessem interpretar o Zorro
adequadamente.


Além disso Guy teve aulas de canto e violão com Vicente Gomez, mas
ele não conseguiu aprender muita coisa e assim não tiveram outra saída
senão contratar o cantor Bill Lee para fazer o dublê de Williams na cenas
em que ele precisava de cantar e tocar.

Aliás, as músicas eram parte importante do trama do espetáculo, por
isso o músico William Lava teve que criar várias canções para diferentes
cenas do programa, pois essas pequenas canções surgiam quando os atores
entravam em cena e ajudava a pressagiar as ações que viriam a seguir. A
música tema da série foi composta por George Bruns, com letra de Norman
Foster e acabou se convertendo num dos temas mais conhecidos de todos os
tempos.

Outra aquisição muito importante para série foi a contratação de
Gene Sheldon para interpretar o mordomo e amigo de Don Diego chamado
Bernardo, que era mudo e também se fingia de surdo, para desta forma poder
ouvir o que se diziam pelos arredores ou pelos inimigos e poder alertar
Don Diego daquilo que se passava.

Bernardo por vezes também se disfarçava de Zorro para que as outras
pessoas pudessem ver Don Diego e desta forma não fazer uma ligação entre
Zorro e Don Diego, afinal os dois não poderiam estar juntos ao mesmo tempo
e isso afastaria qualquer suspeita sobre a verdadeira identidade do herói
mascarado.


Foi também criado um novo personagem conhecido como Sargento Garcia
que era o auxiliar direto do malvado Capitão Monastério e encarregado da
guarnição dos soldados do forte. Garcia era um sujeito gordo, desengonçado
e vivia sonhando com comida e vinho, mas não era um mal sujeito e tinha um
bom coração, mas as suas fraquezas muitas vezes acabam por causar um
enorme problema ao Zorro.


Com o passar dos episódios, Garcia passou a ter simpatia de Zorro e
também do público, pois era um personagem responsável por toda a
comicidade do espetáculo.Sargento Garcia foi interpretado por Henry
Calvin, um ator veterano que havia iniciado sua carreira bem cedo atuando
em várias obras na Broadway.

O Sargento tinha um ajudante direto chamado de Cabo Reys
interpretado por Don Diamond, que era um outro atrapalhado, mas às vezes
se mostrava muito mais esperto que o Sargento, conseguindo guardar algum
dinheiro e assim comprar sua própria bebida e beber de preferência longe
do Sargento, é claro!.


Zorro – Parte 3



Em Zorro, o malvado Capitão Monastário foi vivido por Britt Lomond que
participou dos primeiros 13 episódios da série, depois outros vilões
surgiram e também se tornaram inimigos imortais do herói macarado e para completar
o quadro foi contratado o ator George J. Lewis para interpretar o pai de
Don Diego.

Don Alejandro de la Vega era um grande fazendeiro, um dos
homens mais ricos e proeminentes de Los Angeles e que também gozava de
grande prestígio junto aos camponeses e outros fazendeiros menores e que
Monastério tentou forçosamente a ajudá-lo em suas tramóias para extorquir
a pouca fortuna desse povo.

Nessa época Don Diego, filho de Don Alejandro, acabava de chegar da
Espanha e começa a perceber a injustas regras impostas pelo Capitão
Monastário sobre o povo de Los Angeles, um homem cruel que abusava do
poder com a ambição de acumular riquezas pessoais. Diante disso, Diego
resolve adotar a identidade secreta de Zorro, uma figura enigmática
vestido de negro e esperto como uma “raposa“, cuja tradução em
espanhol é Zorro.


Na série a identidade de Zorro era apenas conhecido pelo seu
mordomo Bernardo, nem mesmo seu pai Don Alejandro não sabia da verdadeira
identidade secreta de seu filho, principalmente porque Diego em diversas
ocasiões se mostrava diante de seu pai e de seus amigos como um fanfarrão
covarde, que apenas gostava de ficar lendo poesias e desfrutar da boa vida
que o dinheiro de seu pai podia lhe oferecer.

Desta forma ninguém passava a suspeitar que Don Diego fosse o
Zorro, nem mesmo seu pai e nem os outros. Mas logo depois o pai
acaba descobrindo, quando Zorro lhe salva sua vida e fica muito orgulhoso
de seu filho.


O Zorro, além de Bernardo, confiava apenas em seu cavalo negro
chamado Tornado, que na realidade eram três cavalos, cada um com
habilidades especiais e assim cada um participava de determinada cena. Um
deles era especializado em levantar as patas dianteiras, por isso foi
utilizado nos créditos de abertura. O segundo era usado somente nas cenas
de luta e o terceiro quando Zorro precisava fugir dos soldados, a todo
galope.


No seriado Tornado era guardado às escondidas, numa gruta
secreta, que Don Diego chegava a ela através de diversas passagens
secretas existentes na casa de seu pai e que ele descobrira enquanto
brincava quando era ainda uma criança e que era de total desconhecimento
mesmo pelo seu pai. As únicas pessoas a saber dessas passagens eram Don
Diego e seu fiel mordomo Bernardo.

Para a segunda temporada da série os produtores acharam melhor
trocar alguns atores e resolveram introduzir a atriz Jolene Brand para
interpretar a bela e sedutora Ana Maria Verdugo como interesse de Don
Diego e desta forma atrair mais público para o espetáculo.

Na primeira temporada Don Diego geralmente mostrava pouco interesse
pelas donzelas e passava quase que o tempo todo atrás dos bandidos e se
esquivando das belas mulheres que tentavam seduzi-lo. Mas toda essa
estratégia dos produtores causaram pouca melhoria de audiência e então Don
Diego voltou a ser o mesmo homem pouco romântico da primeira
temporada.

No início da terceira temporada, Disney e a rede ABC entraram numa
batalha judicial para lutarem pela propriedade intelectual das séries The
Mickey Mouse Club e de O Zorro, mas incapazes de chegar a um acordo,
Disney resolveu encerrar momentaneamente a série e retornar novamente
assim que os dois tivessem chegado a um acordo. O Zorro nunca mais voltou
a ser produzido pela Disney e a série foi encerrada de vez.

A série Zorro foi apresentado originalmente nos Estados Unidos pela
rede ABC, entre 10 de outubro de 1957 a 2 de abril de 1961, num total de
82 episódios, com 30 minutos de duração cada episódio, com exceção de 4
episódios que tiveram 60 minutos de duração, em 3 temporadas incompletas.


No Brasil esta série foi exibida pela primeira vez pela extinta TV
Tupi na década de 60, depois foi transmitida por outras emissoras com o
nome de “O Zorro de Walt Disney“, em 2003 pelo canal por assinatura
Fox Kids com o nome de “A Marca do Zorro” e em 2005 pelo canal
Jetix e também ao longo do tempo foi apresentado por diversas outras
emissoras.


Zorro – Parte 4



Guy Williams
nasceu no dia 14 de janeiro de 1924, em Nova Iorque e seu verdadeiro nome
era Armando Catalano mas todos o chamavam de Guido. Armando estudou na
Peekskill Military High School um colégio militar, mas não era um
estudante aplicado. Sua maior preocupação era procurar emprego, ele sempre
trabalhava durante as férias escolares.

Ele encerrou os
estudos e começou uma carreira de modelo fotográfico e ator. Foi
nesta época que seu agente, Henry Wilson mudou seu nome para Guy Williams.
Fanático por xadrez, Williams dividia seu tempo entre as fotos
publicitárias e o Manhatan Chess Club.

Durante uma
sessão de fotos para um anúncio, Guy conheceu a modelo Janice Cooper com
quem se casou poucos meses depois. O casal teve 2 filhos Steve (1952) e
Toni (1958). Em 1957, foi convidado por Walt Disney para fazer o papel de
Zorro e Williams se tornou um astro e resolveu seus problemas financeiros,
além do salário, ele recebia 2,5% dos lucros da
série.

Devido a
problemas entre a NBC e Walt Disney a série foi cancelada. Neste período
Guy fazia aparições públicas, vestido como o personagem, em eventos na
Disneylandia para manter a imagem de Zorro viva. Guy ainda fez filmes como
O Príncipe e o Mendigo, Capitão Simbad e estrelou a série Bonanza. Em
1964 foi convidado para fazer Perdidos no Espaço e aceitou, dizem que o
único motivo que fez ele aceitar foi o fato dos estúdios da Fox ficarem
perto de sua casa.

Em 1968
a série chegou ao fim. Em 1973 recebeu um convite de Isabela Perón para
fazer aparições públicas na Argentina, ele viajou para a Argentina com a
esposa Janice e o amigo Henry Calvin (Sargento Garcia). Impressionado com
o carinho dos argentinos, dividia seu tempo entre Buenos Aires e Los
Angeles passando mais tempo na Argentina a partir de
1978.

No início da
década de 80 ele se divorciou e passou a viver com a atriz e jornalista
Araceli Lisazo com quem dividia sua residência também nos Estados Unidos.
Durante o período em que viveu na Argentina, fez aparições públicas e
chegou a trabalhar no ramo imobiliário.

Após sua
enfermidade, largou tudo e, nos últimos anos, cogitava fixar residência
nos Estados, quando veio a falecer no dia 04 de maio de 1989. O corpo foi
enterrado no cemitério La Chacarita em Buenos Aires sem a presença da
Família, mais tarde, seu filho Steve acompanhou a remoção do corpo para os
Estados Unidos onde foi cremado e suas cinzas jogadas ao
mar.

Britt Lomond
que interpretou o personagem Capitão Monastário na série, nasceu em
Chicago, Illinois no dia 12 de abril de 1925. Seu nome verdadeiro era
Glase Britt Lomond e foi casado a mais de 40 anos com Diane, teve 2 filhos
Glase e Evans, ambos na faixa dos 30 anos.

Sua carreira
como ator começou por acidente. Enquanto trabalhava com um grupo de
teatro, um dos atores ficou doente no último minuto e o único que cabia
nas roupas era ele. Participou de séries como Rawhide, The
Virginian, Death Valley Days, Waltons, Falcon Crest,
e Battlestar
Galactica
, entre outros. Britt morreu em 22 de março de 2006, na
Califórnia, aos 80 anos de idade.

George J.
Lewis que interpretou o personagem Dom Alejandro de la Vega, nasceu
em 10 de dezembro de 1903, em Guadalajara, no México. Lewis estreou no
cinema em 1923 e devido a sua figura logo começou a se destacar nos
filmes da Universal Pictures.

Com a chegada
do som ao cinema, passou a desempenhar grandes papéis étnicos,
principalmente por ser bilíngüe, falava fluentemente o espanhol e o
inglês. Na década de 30 fez vários filmes na Espanha utilizando o nome de
Jorge Lewis, voltando na década de 40, a usar o nome de George, algumas
vezes com o J no meio, outras não. Trabalhou em mais de 150 filmes e se
aposentou em 1969. Lewis morreu no dia 8 de dezembro de 1995, em Riacho
Santa Fé, na Califórnia, aos 91 anos de idade.


POSTAGEM EXTRAIDA DO SITE

 


About these ads

18 Respostas to “Zorro – A HISTÓRIA E SEUS PERSONAGENS – PARTE I”

  1. Na década de 1950 assisti um seriado de Zorro . Lembro-me que usava chicote e possuia um inimigo de nome Lobo . Outro detalhe que lembro na abertura do seriado o Zorro aparecia montado num cavalo malhado subindo e descendo pequenas elevações . Como conseguir esse
    seriado?
    att.
    Emiron

  2. Ola, emiron ribeiro de macedo, eu tenho vários episódios, do seriado da disney, posso, lhe Conseguir…!!!!!!!!
    via correio, abraços!!!!!!

  3. RINALDO L.JR Says:

    Olá….Adorava os episódios do zorro e depois os perdidos no espaço com Guy Willians…Até hoje sou fã de qualquer filme do zorro..
    Olha se voces puderem me esclarecer, gostaria de saber com exatidão q

  4. Rinaldo L. Junior Says:

    Olá…adorava o filme do zorro com Guy Willians…Gostaria de saber com exatidão que espada era usada nesse filme…espero que voces possam me responder.
    Adoro qualquer filme do zorro…é uma paixão que tenho desde criança..Obrigado

  5. Rinaldo L. Junior Says:

    gostaria de saber que espada foi usada no filme zorro com Guy willians e onde poderia comprar uma igual

  6. Inspirado pela caricatura de Dom Zé Graúna do Rio, belo trabalho da Ada, fui relembrar a história do outro grande herói Dom Diego de Las Vegas (ou La Vega, como queiram). Gostei desse blog.

  7. ludmila Says:

    eu adoro filme do zooro eu costo muito do zooro

  8. EU GOSTEI MUITO POR QUE EU AMO ESSE PERSONAGEN QUE FIZERAM ELE É UMA OBRA DE ARTE MUITO BEM FEITA ELE PRA MIM É UM DOS MAIORES ARTISTA DO MUNDO ESSE PERSONAGEN É MUITO BELO MUITO LINDO ELE ♥♥

    • OLA MEU NOME É MIRELY EU GOSTO MUITO DO ZORRO TENHO LIVROS AS MUSICAS QUE TOCAM NO SEU FILME QUE ELE FAZ EU GOSTO MUITO DO TERSONAGEM ZORRO ELE É E SEMPRE FOI BEM CRIATIVO EU AGRADEÇO A PESSOA QUE CRIOU ESSE PERSONAGEN SE VC QUIZEREM MIM CONHECER PODEM MIM ADC NO MEU FACE:MIRELY SILVA O MEU NOME

  9. MUITO BOM… VI O UQE PRECISAVA… ABÇS….

  10. Niraildes Says:

    quero saber onde comprar esses filmes

  11. Super especial!!!

  12. eu quero agrader-ser por mim propociona a oportunidade de saber o que aconteceu com os atores de zorro muito obrigador pessoal

  13. Luciano Ferreira de Araujo Says:

    Adorava este seriado! E ainda hj entra no yutube para assistir toda a serie! Fico triste pois nossa televisão de hj só passa porcaria!

  14. Assisti muito quando criança (7 a 8 anos mais ou menos) e ainda hoje vibro e relembro meus tempos de menino assistindo o seriado pela internet. O que é bom nunca se acaba!

  15. Sou fã incondicional dos filmes do Zorro.

  16. eu amo a historia do zorro,gostava muito de ver ele fugir dos soldados,e uma pena que nao passar mais ,pois gostaria de matar a saudades em ver o tornado,lindo correndo,obg

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.008 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: